Notícias

07/04/2017
Índia é mercado em potencial para o Brasil
por www.portaldbo.com.br

Metade do que é produzido no país é consumido in natura, já que cerca de 40% da população é vegetariana

 

A reunião da Aliança Internacional dos Produtores de Soja (Isga) continuou em Nova Delhi e Mumbai, na Índia, nos dias 30 e 31 de março. Os representantes dos países produtores reuniram-se com membros da diretoria da Confederação da Indústria da Índia e industriais ligados à área de agronegócio. Os CEOs da Louis Dreyfus e da ADM e diretores da UPL, por exemplo, participaram do encontro.

“Eles nos passaram diversos dados econômicos e de produção da Índia. Percebemos que eles ainda têm uma produção pequena, entre 9 e 12 milhões de toneladas de soja convencional e a produtividade gira em torno de 900 a mil quilos por hectare, o que é muito baixa. Em Mato Grosso, a produção é de 3 mil quilos por hectare, por exemplo”, contou Endrigo Dalcin, presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja).

Metade do que é produzido na Índia é consumido in natura, pois cerca de 40% da população é vegetariana. “Eles consomem 5 quilos de carne por pessoa por ano, não têm esse hábito. No Brasil, a média é de 40 quilos de carne por pessoa por ano”, informou Dalcin. Em outra reunião, com representantes de diversas embaixadas de países produtores, discutiu-se as possibilidades e estratégias para abranger este mercado.

“Sabemos que os países da Isga precisam trabalhar para abrir mercado, mas também há a dependência do governo indiano autorizar a comercialização de produtos transgênicos no país, que possibilitam uma alimentação mais barata. A Índia está em um momento de reformas governamentais que vão acelerar o crescimento e, desta forma, haverá demanda pela soja brasileira”, ressaltou o presidente da Aprosoja.

Em Mumbai, a Isga se reuniu com a Associação de Extratores de Solventes da Índia, uma associação que processa óleos vegetais, e verificou o interesse em óleos de soja e girassol. “Precisamos estar mais próximos da associação que representa a cadeia de óleos na Índia e buscar este mercado”, disse Dalcin.

Os representantes da Isga também conversaram com jornalistas indianos em Nova Délhi e Mumbai para explicar a sojicultura nos países produtores, falar sobre transgenia e biotecnologia. A Isga é formada por representantes do Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai, Estados Unidos e Canadá. 

Fonte: Aprosoja